Rio de Janeiro apresenta queda de 23% em casos de homicídio doloso

No ano em que o estado tem mostrado bons números em diversas áreas da segurança, os casos de homicídio doloso também apresentaram diminuição.

Segundo dados divulgados pelo ISP – Instituto de Segurança Pública, o Rio de Janeiro apresentou a maior queda no registro de homicídios dolosos dos últimos seis anos. No acumulado do ano, houve 23% menos casos do delito registrados em todo o estado. O número chega no momento em que o Governo tem apresentado diversas ações para diminuir a criminalidade e, consequentemente, aumentar a segurança dos cidadãos cariocas. Em nota retificadora, o ISP alerta ainda para números ainda melhores do que os divulgados no início do ano. Até julho, 2.090 casos foram registrados, contra 3.101 se considerado o mesmo período de 2018.

Reprodução: Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro

O Governo do Rio de Janeiro também apresentou seus indicativos no portal que leva o nome Virando o Jogo na Segurança – iniciativa que visa apresentar para a população os dados atualizados das melhorias implementadas em toda a sua extensão. Segundo o site, além da queda de 23% em casos de homicídio doloso, mais de 700 vidas foram salvas apenas nos primeiros sete meses do ano. O número total de roubo de veículos também diminuiu em 22% no mesmo período. Como medidas de segurança, houve ainda o aumento na apreensão de fuzis em 24% e o crescimento de 8% no recolhimento de drogas.

Queda de homicídio doloso é um indicador de foco na vida do carioca

O número de mortes violentas também apresentou queda de 14% nos primeiros seis meses de 2019; e 23% nos casos de latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Segundo o Governo do Estado, diversas ações com o intuito de tornar o Rio de Janeiro ainda mais seguro estão em pleno vapor e contarão com maior intensidade já até 2020.

Um dos principais focos e diretriz firmada pelo governador Wilson Witzel é exatamente a diminuição da letalidade local. E neste cenário, a queda nos casos de homicídio doloso apresenta um dos resultados esperados através do uso de todas as ferramentas do estado.

A Operação Segurança Presente, iniciativa que considera o dobro do número de efetivos em rua, na comparação com 2018, é uma dessas conquistas que conta com R$ 223 milhões em investimentos para garantir a segurança de regiões como Nova Iguaçu, Laranjeiras, Bangu, Botafogo, Barra da Tijuca, Vila Isabel/Grajaú, Austin, Miguel Couto e Duque de Caxias.

Reprodução: Governo do Estado do Rio de Janeiro

População se beneficia com o aumento na segurança

Com um saldo positivo na segurança do estado, o cidadão, além de contar com a preocupação do Governo em manter bons números e efetivar as suas ações, já conseguiu sentir a mudança no início de 2019. Segundo a corretora Minuto Seguros, a diminuição de 24% nos registros de furtos veiculares no primeiro semestre do ano conseguiu baratear em média 31% dos valores dos seguros de carros no estado. O ISP completa a boa notícia com mais um recorde; apresentando o menor número de furtos de veículos desde 2016.

Reprodução: Governo do Estado do Rio de Janeiro

Além de contribuir para o bolso dos motoristas, a segurança da mulher também entrou em pauta com mais força neste ano. Para tornar o acompanhamento de mulheres sob o regime de medidas protetivas na Lei Maria da Penha ainda mais efetivo, o Governo do Rio de Janeiro implementou o programa Guardiões da Vida.

O projeto consiste na entrega de 42 viaturas devidamente sinalizadas por Batalhão com profissionais devidamente treinados para agir ou intervir em casos de violência contra a mulher. Essa iniciativa colabora para a diminuição de homicídio doloso no Rio de Janeiro, se considerarmos que somente no primeiro semestre de 2019, mais de 164 mil ligações foram realizadas para o telefone 190 com queixas desse tipo de violência contra a mulher.

Novos rumos da segurança

Além do aumento da frota de viaturas e a maior efetividade das ações em todo o estado, resultando na queda no número de homicídios dolosos, o governador Witzel prevê grande eficiência na aplicação do sistema de metas para os policiais. Segundo análise realizada a assertividade do processo auxilia os estímulos que promovem o cumprimento de todas as metas por Batalhão. Segundo a pesquisa, o sistema atual de metas possui uma ligação direta com a diminuição nos casos de criminalidade no estado.

Fonte: Pixabay

Graças à grande preocupação com a segurança, o estado deve continuar apresentando bons resultados nos próximos meses. Na comparação entre junho e agosto de 2019, as Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs) também apresentaram índices positivos com o recuo em roubos de rua, carga e homicídio doloso. Na capital, a área conhecida como AISP 16, ou Olaria e adjacências, registrou os melhores números; com diminuição de roubos de carga e a terceira maior queda em casos de homicídio doloso no estado.

%d blogueiros gostam disto: